top of page
  • Foto do escritorBLOG MÉTODO FOTOGRÁFICO

Quero ser fotógrafo, como começar?

Atualizado: 8 de jul. de 2020

Olá, fotógrafos. Tudo bem?

Para começar, gostaria de dizer que, hoje em dia, entrar no meio da fotografia é muito fácil. A pessoa precisa, acima de tudo, gostar, se identificar e se preparar. Não é necessário fazer uma faculdade para ser fotógrafo, até porque não é em todo lugar que tem. Você tem plena capacidade de vender sua arte, sem precisar ter uma formação. Isso não quer dizer que você não pode se profissionalizar. Eu mesma fiz um curso presencial, no qual aprendi toda a teoria da fotografia, dentro de uma sala de aula. No fim da tarde, saíamos para colocar em prática as técnicas do dia.

Meu professor sempre foi um cara aberto a ensinar. Então, durante algumas tardes, eu atravessava a cidade para ir até a UNIVERSIDADE daqui de SANTA MARIA, local onde ele trabalhava, para fazer aulas “particulares”. Além disso, ele também me auxiliou na questão de edição, que confesso para vocês, foi meu calo no pé.

Busca por conhecimento é algo crucial na fotografia. Mesmo depois de ter terminado o curso e não ter conseguido encontrar com o professor novamente, eu continuei buscando conteúdo para me ajudar. Fiz alguns cursos gratuitos na internet, devorei o youtube e fui trabalhar em um estúdio fotográfico aqui da cidade. Fiquei pouco tempo, mas aprendi muita coisa.

BUSQUE POR CONHECIMENTO:

Então, para começar, a primeira dica que eu posso dar para vocês é essa: estude o máximo que você puder, foque em aprender, devore essa internet, que tem coisas ruins sim, mas também é CHEIA de informação e conteúdo que vai agregar valor na sua vida profissional, principalmente.

Participe de grupos de fotógrafos, troque informações com os colegas, interaja com iniciantes como você. Esse contato com outros profissionais é muito bom, pois assim você percebe que não está sozinho nessa, que tem pessoas passando pelas mesmas dificuldades, com as mesmas duvidas e medos que você.

Leia conteúdos de outros fotógrafos, aprenda com aqueles que estão em um nível superior a você e já passou por isso milhares de vezes. E o melhor, de forma gratuita!

Se você tem condições financeiras de investir em um curso profissionalizante, faça-o, dessa forma você já vai ter uma base importante. Converse com seu professor (a), tire duvidas, anote tudo e “brinque” com sua câmera em casa.


ESCOLHA SEU EQUIPAMENTO COM CAUTELA:

Quando iniciamos na fotografia, normalmente temos aquele “profissional inspiração”, que nos faz querer ser como ele, ter os mesmos equipamentos e uma carreira bem sucedida tal qual a dele. Esquecendo que ele está MUITO mais avançado que você, já tem uma vida profissional bem estruturada e, consequentemente, tem condições de ter equipamentos mais sofisticados.

Você não precisa do melhor equipamento, você não precisa gastar o que não tem para comprar uma máquina super avançada, se você não sabe nem a técnica ainda.

Vá com calma, crescimento leva tempo. O momento de você ter uma máquina de 10.000,00 vai chegar, e o melhor, você vai pagar por ela com o dinheiro do seu trabalho.

Fotografar com uma câmera intermediaria não te faz um fotógrafo ruim. Eu trabalho com fotografia há mais de dois anos e a minha Nikon D3400 está me garantindo ótimos resultados, como vocês podem ver no meu INSTAGRAM, ou aqui no PORTFÓLIO do site.

Invista em uma câmera boa, mas que caiba no seu bolso e te permita garantir junto uma lente melhor, já que a lente que vem no kit é um pouco limitada.

Minha câmera veio com a lente 18-55 mm e confesso que na questão de luz ela me limitou um pouco. Por conta disso, precisei investir em uma lente 50mm que não desgrudo até hoje (kkkk).


TORNE-SE O MELHOR AMIGO (A) DA SUA CÂMERA:

Entenda seu equipamento, leia o manual da sua câmera, ele é importante e vai ajudar a entender as configurações dela.

Fotografe em modo manual, aprenda tudo sobre ISO, ABERTURA, VELOCIDADE, saiba configurar sua câmera e entenda o foco dela.


ESCOLHA EM QUAL ÁREA ATUAR:

Retratos femininos, moda, gestante, família, newborn, casamento, eventos em geral, escolha o que e quem você quer fotografar e se especialize nisso. Busque por referências na área em específico.

Para escolher tal área, você não pode se basear em qual tem mais cliente, ou qual vai render mais dinheiro. Você precisa buscar por aquela área que combina contigo, aquela área que você sabe que vai amar fazer.

Se você não tem muita afinidade com crianças, não deve fotografar newborn, essa área precisa de profissionais mais sensíveis. Talvez moda e estúdio tenha mais a ver contigo. Tudo isso precisa ser pensado antes de escolher.


TIRE DÚVIDAS COM OUTROS FOTÓGRAFOS:

Eu sei que isso pode parecer difícil e as vezes você não vai ter nem respostas, pois existe muita competição na área da fotografia, infelizmente. Mas é importante ter aquele “amigo fotógrafo”, que esclarece suas dúvidas e te dá aquela “mão” no início.

Eu tive a oportunidade de conhecer um fotógrafo antigo aqui de Santa Maria e foi para ele que eu mostrei meu primeiro ensaio. Nossa, enquanto escrevo esse texto, fico pensando o quanto Deus foi maravilhoso para mim. Tive muitas oportunidades, tive auxílio de pessoas importantes e hoje estou aqui, repassando essa ajuda para vocês. Através das minhas redes, do meu blog, dando atenção a todos que vem até mim, por meio do direct, no Instagram.

Claro, ouvi “não” e fui ignorada muitas vezes, inclusive por fotógrafos que eu admirava e acompanhava. Mas isso não foi um estímulo para me fazer desistir, muito pelo contrário, tive pessoas importantes, que me ajudaram e me deram auxílio.

Graças a isso tudo, hoje tenho plena certeza de que estou no meio da fotografia não apenas para registrar momentos, ou ajudar minhas clientes a enxergarem sua beleza natural, mas também para auxiliar outros profissionais que sonham em trabalhar com fotografia, assim como eu sonhei um dia.


APRENDA A EDITAR:

Como mencionei aqui no início, a edição foi meu calo no pé. Tive grandes dificuldades em mexer nos programas e definitivamente chegou um momento em que eu achei que não conseguiria nunca.

Para começar, meu computador na época era muito simples e não comportava os programas. Esse fato, somado a falta de experiência e uma imensa dúvida de que tipo de pós-produção eu queria ter e qual mensagem eu queria passar, sem me tornar uma cópia de outros fotógrafos, acabaram se tornando um obstáculo.

Sempre quis fotografar mulheres e ajudar elas a enxergarem beleza em sua naturalidade e eu queria passar essa mensagem através da minha edição também.

Nunca gostei de fotografia destrutiva, com características naturais da modelo completamente alteradas e com cores extremamente saturadas.

Pele super laranja e lisa como uma porcelana nunca foi um estilo que eu quis nas minhas fotos e graças a Deus com todas as dificuldades, consegui me encontrar nisso.

Então, com base em todas as minhas experiências, posso dizer para vocês que investir em um curso profissionalizante de edição de imagem é de extrema importância. Não só para você se encontrar em um estilo de edição, como foi o meu caso, mas também para você aprender técnicas diferentes e fora daquele “básico” que tem no youtube.

Em primeiro lugar, antes de se cadastrar em uma turma de workshop de edição de imagem, escolha um profissional que tenha fotos com uma edição que você admire e queira de verdade reproduzir e aprender as técnicas dele. Não caia em cursos de profissionais que você nem sequer conhece, não compre aquele curso patrocinado que apareceu do nada no instagram, ou facebook. A não ser que você goste MUITO do trabalho dessa pessoa, mas fora isso, você deve priorizar aquele profissional que se identifica, artisticamente falando.


TENHA UM SITE:

Busque por uma plataforma bacana, que atenda suas necessidades, compre um domínio e aperfeiçoe sua marca com uma logo bacana.

Use desse site para divulgar suas fotos, não use só as redes sociais para postar elas. Um site passa muito mais profissionalismo e faz com que mais pessoas te encontrem.

Não vou falar muito sobre isso, pois estou preparando um post lá no Instagram falando exatamente da importância de ter um site. FIQUEM DE OLHO!


COMECE:

Depois de ter seguido todos esses passos, nada te impede de iniciar uma carreira na fotografia, porém você não pode esquecer que, como tudo na vida, precisamos buscar por conhecimento sempre. O estudo precisa fazer parte do seu trabalho como fotógrafo, você precisa estar atualizado, assim como precisa estar sempre em busca de melhorias das suas técnicas.

Fotografe ensaios gratuitos, SIM GRATUITOS, monte um portfólio bacana para o seu site.

Coloque em prática tudo que você aprendeu, encontre modelos no estilo que deseja fotografar e abuse dos ensaios.

Ofereça algumas fotos do ensaio de forma gratuita e deixe essas pessoas querendo mais. Dê um desconto de participação, caso queiram fotos a mais.

Claro que essa é uma estratégia sem compromisso, a “cliente” não pode sentir que para participar do seu portfólio ela precisa comprar. A ideia é oferecer um ensaio gratuito de portfólio, com um limite de fotos e, caso ela fique tentada a ficar com mais fotos, você pode oferecer a venda dela com um descontinho especial.

Uso essa estratégia até hoje e funciona!


E AGORA ALLÉXIA, CHUTO O BALDE E VIVO DE FOTOGRAFIA?

Sim e não...

Eu fui um pouco louca, e digamos que dei um chute no escuro quando resolvi me tornar fotógrafa, porém eu tinha uma segurança e o apoio total do meu parceiro, que querendo ou não, divide a vida e as contas comigo. A opinião dele conta muito.

Devemos levar em consideração que as pessoas são diferentes e vivem coisas diferentes, sua realidade pode ser diferente da minha. Então, antes de tomar qualquer atitude, você precisa colocar tudo em uma balança e ser cauteloso.

Você pode trabalhar com a fotografia nos finais de semana e continuar levando sua vida e seu atual trabalho, se for o caso. Nada te impede de fazer os dois até se estabilizar.

Porém, saiba que o trabalho vai ser grande. Para ser um bom fotógrafo você precisa se empenhar bastante e estudar o máximo que puder.

Saiba de uma coisa, NADA É IMPOSSÍVEL PARA DEUS. Se o seu sonho é ser um grande profissional da fotografia, você será. CONFIE E DEDIQUE-SE.

Não existe outra forma de falar tudo isso para vocês, se não colocando minhas experiências nas linhas também. Não quero largar “dicas” soltas aqui, isso vocês encontram em vários lugares na internet. Quero ajudar com base naquilo que funcionou para mim, colocando em pauta as minhas experiências na área.

Contem nos comentários o que acharam e dividam suas dúvidas comigo também, será um prazer atendê-los. Espero ter ajudado.

Compartilhe esse post!

Um beijão <3

1 Comment


ales.leka18
Mar 16, 2021

Amei o post, me ajudou muito e me encorajou também. Eu só tenho dúvidas qual câmera e lente comprar e marca. Obrigada!

Like
bottom of page